H.Olhos | Hospital de Olhos Paulista
Central de Atendimento (11) 3050-3333 - Paulista / (11) 4126-6464 - ABC
H.Olhos | Hospital de Olhos Paulista
Início » Remelas nos olhos: entenda porque elas surgem

Remelas nos olhos: entenda porque elas surgem

A A
12 de fevereiro de 2016

É natural acordarmos com uma “sujeirinha” grudada no canto dos olhos, as famosas remelas. Algumas pessoas até sentem dificuldade em abrir os olhos, pois, às vezes, as pálpebras ficam grudadas com essa crostinha amarela.

Acontece que quando estamos acordados piscamos para distribuir a lágrima por todo globo ocular e, com isso, lubrificar os olhos. A cada minuto piscamos pelo menos quatro vezes, mas, ao dormir, as pálpebras permanecem persistentemente fechadas impedindo a lubrificação.

Mesmo durante o sono nossos olhos precisam ser lubricados, mas como não piscamos neste momento, a proteção ocular é feita de maneira diferente, com a produção de outra forma de lubrificação.

Esta lubrificação é chamada de mucoide, uma espécie de lágrima mais gordurosa e consistente, que muitas vezes é crostosa. Ela lubrifica os olhos durante a noite e quando seca vira a remela.

Dica!

A remela também pode ser sintoma de alguma doença, então é importante ficar atento ao excesso de produção.

Dúvidas? Acesse a página do H.Olhos Paulista no Facebook.



H.Olhos | Hospital de Olhos Paulista Voltar

Newsletter

Receba notícias e dicas sobre o H.Olhos em seu e-mail!