H.Olhos | Hospital de Olhos Paulista
Central de Atendimento (11) 3050-3333 - Paulista / (11) 4126-6464 - ABC
H.Olhos | Hospital de Olhos Paulista
Início » Ceratocone: afinal, existe cura para essa doença ocular?

Ceratocone: afinal, existe cura para essa doença ocular?

A A
1 de outubro de 2018

O Ceratocone é uma doença congênita que compromete seriamente a visão. O problema pode surgir em um ou ambos os olhos, bem como, começar durante a adolescência ou na terceira idade.

De forma progressiva, a córnea (membrana transparente, que protege o olho), perde espessura e adquire o formato de cone, gerando sensibilidade à luz e uma visão distorcida.

Quais são as causas do Ceratocone?

Segundo estudos, um desequilíbrio de enzimas dentro da córnea pode ocasionar o enfraquecimento do tecido da córnea que leva ao ceratocone . Ou seja, esse desequilíbrio torna a córnea mais suscetível a danos oxidativos de compostos chamados radicais livres, fazendo com que ela enfraqueça e se projete para frente.

Fatores de risco para dano oxidativo e enfraquecimento da córnea incluem uma predisposição genética, explicando porque o ceratocone frequentemente afeta mais de um membro da mesma família.

Principais sintomas do ceratocone

A irregularidade da córnea desenvolve uma progressão da miopia e astigmatismo irregular, resultando em problemas adicionais como visão distorcida e turva. Também podem surgir sensibilidade à luz e brilho.

Não é raro os pacientes com ceratocone precisarem trocar sua prescrição de óculos cada vez que visitam seu oftalmologista.

Em geral, os seus principais sintomas são:

  • desconforto visual;
  • dor de cabeça;
  • fotofobia;
  • baixa da acuidade visual;
  • troca frequente das lentes dos óculos.

Ceratocone tem cura?

Infelizmente ainda não há uma cura definitiva para a doença. Contudo, na forma mais branda de ceratocone, óculos ou lentes de contato gelatinosas podem ajudar.

Com a evolução da doença, a córnea se dilui e se torna cada vez mais irregular. Isso faz com que óculos e lentes de contato gelatinosas regulares não sejam mais tão eficientes para corrigir e adequar a visão do indivíduo.

Por isso, é importante consultar regularmente um médico especializado na saúde dos olhos. Quanto mais cedo for diagnosticada a doença, maiores as chances de diminuir a sua progressão.

Não espere para visitar um oftalmologista apenas quando surgir incômodos ou dores. A prevenção é o primeiro passo para evitar um problema ocular mais grave. Fale com um profissional da H.Olhos agora mesmo ou se preferir vá até uma de nossas unidades.



H.Olhos | Hospital de Olhos Paulista Voltar

Newsletter

Receba notícias e dicas sobre o H.Olhos em seu e-mail!